Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OH POR FAVOR… Não, não leiam em jeito de pedido de atenção/ajuda, mas sim com a entoação de quem já não aguenta o que está a ver/ouvir.

30
Jun17

Senhores Funcionários do Metropolitano de Lisboa:

(Funcionários não, empregados. Se fossem funcionários... funcionavam)

 

Então e que tal passarem menos tempo em greve e mais tempo a cuidar da manutenção das linhas e "viaturas"???

 

Isto nem pondo a hipótese de que as avarias da manhã e da tarde de ontem na linha azul, EM PLENA HORA DE PONTA, tenham sido que um estratagema para "provarem" aos utentes que estão em más condições...

 

Nunca aconteceu, pois não?....

 

Quem possa ver as vossas folhas de vencimento com o ordenado mínimo ate pode pensar que sim.

Ah não, esperem... não é prática comum na vossa empresa.

 

UFA! Que sorte!

 

Então assim sendo, qual a justificação para lixarem sempre os passageiros?

Sim porque sejam avarias verdadeiras ou não, greves ou atrasos, quem se entala é quem vos paga os passes.

 

Já agora, a quem dirijo as facturas do táxi de ontem?...

 

bastard.gif

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

22
Jun17

Vou fazer um investimento em preservativos!

 

Se começar a deixar um em cada carro que vejo indevidamente estacionado num lugar para deficientes, junto um post-it ao preservativo e colo no vidro do carro, a pedir encarecidamente que o condutor faça uso do mesmo para evitar a sua reprodução!

 

A longo prazo todos vamos ganhar com isto!

 

bem feito.png

(créditos na imagem - situação real)

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Jun17

No seguimento do meu post de hoje, quero deixar-vos descansados.

 

Está tudo explicado num alerta que recebi por parte da Equipa de Segurança IT da minha empresa:

 

virus.png

 

Remetente: Diz-se advogado, mas se calhar...

Mensagem: Ou nenhuma saudação de todo!

Estilo: Sem comentários

LINK: não aplicável (provavelmente nem o sabe fazer!

 

Afinal é um vírus!

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Jun17

Perdi a fé!

por Maria

Eu sou uma pessoa que erra e dá erros. Sim, ambas as 2.

 

Não estou aqui para criticar por criticar, e por favor não assumam que me acho infalível.

Tenho bastante noção das minhas limitações.

 

O que não invalida que haja situações que me deixam doente!

 

Não tenho formação superior, sou preguiçosa.

 

Para piorar a preguiça, obrigam-me a chegar á conclusão que um canudo não é sinónimo de conhecimento, cultura, garantidamente não o é de inteligência, mas no mínimo devia ser sinal que, quem o consegue, sabe falar/escrever Português.

 

Cresci a “saber” que para se ser advogado tinha de se estudar muito.

Um curso de Direito exige um esforço enorme.

 

Tenho imenso respeito por esta/por todas as profissões.

Este post não se trata de um ataque á classe mas sim a um ser em particular (e a todos os que enfiem o barrete).

 

Infelizmente há quem compre o dito canudo, de outra forma como seria possível?...

 

Quando um advogado me envia um e-mail onde diz: “os documentos seguem no e-mail a seguir” só me lembro do RAP e o seu “sentir sentimentos” ou o mais comum dos portugueses que insiste em “descer a descida”, “subir a subida” ou que “tem um amigo seu”.

 

Quando no e-mail que “se seguiu á seguida” ultima com um “aqui vai os documentos”…

 

Nao seria o caso de, quer por brio profissional, quer por respeito para com os destinatários, mostrar alguma atenção ao que faz?

Perdi a fé na espécie humana.

 

Att: lapsos ocorrem a todos. Neste caso não é a todos. 

É em todas as comunicações escritas que recebo da criatura, hoje foi só um exemplo.

 

À parte dos lapsus scriptum, este senhor - perdão, Doutor - nem a porcaria de um cumprimento inclui no envio de um e-mail, não percebe o conceito do campo subject/assunto e tenho cá para mim que, na realidade, pouco na vida deve saber fazer.

 

hater.gif

(créditos na imagem)

 

(Nota—se muito que este senhor, perdão, Doutor, me tirou do sério?)

Autoria e outros dados (tags, etc)

04
Mai17

Estou com muitos nerves e a sentir sentimentos!

 

Que é feito da história que quando não sei quê fecha uma porta, blá blá blá uma janela?...

 

Seria de esperar que um grande drama da humanidade tivesse solução, se não fosse o plano A pelo menos o B resolveria o tormento.

Mas não...

 

Achei que grande parte dos meus problemas estariam resolvidos;

Acreditei por momentos que voltaria a ser incondicionalmente feliz;

 

Apesar  deste apelo desesperado não ter surtido nenhum efeito, pensei estar safa do terror do cheiro nauseabundo a suor das criaturas nos transportes públicos...

 

Não tendo conseguido apelar ao bom senso pensei: - porra, para alguma coisa há-de servir o facto de estar toda entupida e mal conseguir respirar!

Finalmente percebi para servem vocês - rinite e sinusite - não mais vou sentir maus cheiros!

 

E pimba... sento-me no comboio ao lado de alguém que só deve ver água quando passa de comboio por cima do Tejo...

 

Só corria um pequeno fio de ar numa das minhas narinas (a outra parecia o IC19 numa 2ª feira de manhã, em dia de chuva - não passava nada) e mesmo assim...

 

banho.gif

(imagem net)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Que eu tenho problemas já todos sabem, ou estão no bom caminho para saber.

E, spoiler alert, se me continuam a ler correm sérios riscos de ficar como eu!

 

Um dos grandes dramas da minha pessoa é não saber distinguir os filhos do gado caprino, bovino e ... ovelhideo!

 

Eu acho mesmo que em vez de acordo (des)ortográfico, alguém se devia ter preocupado em, de uma vez por todas, arranjar apenas um nome por animal!

 

Os pais eu conheço: A vaca que dá carne e leite, as ovelhas e as cabras que diferem uma da outra pela permanente e dão queijo. Mas...

Como é que é suposto distinguir um borrego de um bezerro, um cordeiro de um anho?

Novilhos, vitelas, vitelões e cabritos... vá ok, o último é filho da cabra!

E o touro? É um boi teenager? Então como se chama a vaca na mesma faixa etária?

 

Para quê tanto nome diferente senhores?...

É que assim se arruina a reputação de uma pessoa.

 

Aqui fica uma das piadas de familia, justificada pela minha tenra idade, 7 anos... (não tão tenra para a burrice em causa).

 

Sabendo que há galinhas, galos e seus filhos pintos, sabia lá aqui a criatura que o frango era, nada mais nada menos, que um destes em adolescente.

 

Pois que decide a pequena fazer um brilharete e, numa festinha de aniversário, pergunta à dona da casa se o frango era de vaca ou de porco!...

 

Sim...

Para mim frango era uma parte comum à vaca e ao porco, tipo... coração... dobrada... entrecosto...

 

Acho que ainda hoje oiço o riso da Dª Odete a ecoar pela Margem Sul inteira... Só porque sou gadisléxica.

 

wrong.jpg

(fonte: na imagem... tirada da net) 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

03
Fev17

Ai, que canseira!

 

No seguimento de outros posts da rubrica "Arre ca Nervos" que, entre outros temas, retratam o drama e o horror dos transportes públicos, hoje venho mostrar a minha raiva indignação para a corja que FALA DEMASIADO ALTO!

 

1) pessoas que falam ao telemóvel num tom tão elevado que, quem está do outro lado da comunicação poderia ouvir mesmo sem recurso a chamada telefónica:

 

- Qual é a vossa ideia? Que o vosso destinatário vos oiça em stereo?

 

2) grupinhos de 2, 3 ou mais alminhas que, apesar de não terem espaço para estarem a mais de 20 cm dos vossos interlocutores, fazem questão que a conversa ecoe em 3 distritos diferentes;

 

Eu sei que saimos de casa e entramos nos transportes, seguimos até aos nossos trabalhos onde entramos sempre rodeados de gente.

 

Parece que andamos em manada e isto aparenta confundir muito boa criatura.

 

Se para além disso ainda berram (sabendo que quem berra são as cabras) não seria o caso de apanharem um veiculo de transporte de gado em vez de comboios, autocarros e/ou barcos?

 

Arre!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Idas a:

 

Bares/Discotecas – 0

 

Cinema/Teatro/Outros – 0

 

Velórios – 2 (a aguardar data/hora do 3º)

 

Oh 2017, vê lá se te acalmas!

 

 

Foda-se ‘Nix, gostava de me lembrar do porquê de estar tão desejosa que 2016 acabasse.

 

calm.jpg

 (imagem net)

 

2017 - 1

Maria - 0

Autoria e outros dados (tags, etc)

23
Jan17

A sério...

 

vai chegar o dia, em que estou naqueles dias e não me chamo Maria se não dou uma sapatada no telemóvel de alguém que:

 

- Vá a andar à minha frente e estaque de repente para prestar atenção ao smartphone;

 

- Vá a andar 0.00017kmh porque está a ler, escrever, uma porra qualquer e não percebe que vem um mar de gente a querer entrar no comboio, metro, noutra porra qualquer;

 

- Ou que entra nestes mesmos comboio, metro, outra porra qualquer e pára na entrada, porque como é óbvio, para ele o assunto de apanhar o transporte já está resolvido e nem vê que dificulta a entrada da restante carneirada.

 

O que me assusta é que já visualizei a cena por várias vezes.

Em camera lenta e normal, a cores e a preto e branco...

 

Vejo-me tão bem a apanhar uma besta destas e a dar-lhe um palmadão no telemóvel...

 

Vai chegar o dia, é só o que vos digo. Arre

 

side.png

(imagem net)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Padeci 3 dias e meio de obras em casa nesta última semana.

 

O resultado final, embora fantástico, parece a dada altura um destino longínquo, daqueles de vida de sonho que só se vive em novelas da Globo ou em canais de TV que nos dão inveja da profissão dos apresentadores.

 

Decidi “forrar” as paredes do quarto e sala, que dão para o exterior, com Pladur por forma a proteger do frio, da humidade e (descobri agora) do ruido da rua.

 

A ideia foi boa e o resultado foi melhor que o esperado. O problema foi mesmo a tentativa de fazer o que quer que seja numa casa pouco maior que uma caixa de fósforos (das pequenas).

 

Tudo o que se passou nestes dias foi uma versão adulterada do Tetris.

 

Bastava desviar um móvel mais de esguelha que lá se ia a jogada toda e tinha de recomeçar do 0. Problema… o número de vidas estava limitado à quantidade de nódoas negras “cabíveis” no meu corpinho/ às dores nos braços causadas por tamanha demanda.

 

Como sou uma moça precavida e tenho uma pequena por quem zelar (Mãe Maria), fizemos contas por alto aos dias que íamos ficar sem acesso a roupeiros e preparámos uma mala de viagem para ter tudo à mão!

Roupa para vestir, de banho, loiças etc.

 

Tudo a postos para começar a obra.

 

E foram dias de pó, suor e lágrimas!

 

No decorrer das mesmas dizia o meu “empreiteiro” preferido (querido cunhado que tão bem trabalhas)

“Na próxima obra podíamos fazer….”

 

O QUÊ??

 

Tá louco, ainda não tinha acabado esta já falava de mais obras????

 

Arre que é mais louco do que eu pensava!

 

A boa notícia chega. “Pronto está tudo feito”.

 

O Caraças!!

O pó branco gerado com uma mini obrinha destas seria o suficiente para os narcotraficantes da Colômbia ficarem de pé atrás com a concorrência!

 

Horas de limpeza, lavagem, desmontar o Tetris, lavar-secar-arrumar roupas, deram-me cabo dos joelhinhos (sim, que chão bem lavadinho é de rótulas no chão) e dos dedinhos!

 

E penso, bom de certeza que pelo menos perdi peso. NOT!!

 

Mas por certo o que aumentei foi por conversão da gordura em massa muscular…

 

clean.jpg

(imagem net)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D