Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OH POR FAVOR… Não, não leiam em jeito de pedido de atenção/ajuda, mas sim com a entoação de quem já não aguenta o que está a ver/ouvir.


(continuação do isto de ter visto a vida com óculos e do isto de tratar de ver a vida sem óculos)

 

O meu querido Sr. Agente ia-me buscar á clinica.

Não consegui estar fechada á espera.

 

Saí da clinica de óculos de sol, apesar do céu negro e da chuva que caia.

 

E eu estava a ver…

 

Apercebi-me de imediato que conseguia ler as matrículas dos carros, apesar de ver tudo embaciado.

 

Eu estava sem óculos a ver.

 

Julgo eu que devido ao pico de adrenalina, assim que cheguei a casa e me pus confortável adormeci (15h +-) acordei lá para as 17h ou 18h e ao abrir os olhos e olhar para a TV percebo que estou a ler legendas…

 

Eu estava a ver logo naquele dia…

 

Sábado de manhã tive a consulta pós operatório. Ao contrário da véspera, estava um sol radioso.

 

Como o meu Herói ia estar em Setúbal a dar consulta a minha irmã Chucha fez (mais um) favor de me levar.

Ir em direção á Arrábida, com céu azul e um sol descumunal é por si só perfeito.

 

Eu estava a ver tudo…

 

De repente percebo que tinha ganho visão periférica… nem sabia que não a tinha…

 

EU ESTAVA A VER PELOS LADOS!!!

 

Acho que li todas as placas pelas quais passei, todas as matrículas, todos os cartazes e afins.

 

Na consulta as noticias não podiam ser melhores.

 

“Podes fazer tua vida normal, só ainda não conduzas á noite. Hoje já estás com a visão a 80% e chegará pelo menos aos 90%”

 

Como é que era possível??

 

Voltei ao trabalho na 5ª feira e foi como fazer anos!

Á parte do choque estampado na cara de quem, tal como eu, só me conhecia de óculos… fui mimada até mais não.

 

E nem sequer me gozam por ter aumentado a resolução do PC para letras garrafais (gozam, mas discretamente).

 

Agora:

Estou a aprender a não levar a mão á cara para ajeitar os óculos;

 

A não esticar a o braço para os apanhar na mesa-de-cabeceira quando acordo;

 

A debruçar-me numa varanda sem os agarrar;

 

Descobri a minha cara que nunca a tinha visto (e bom, esta parte não é assim tão positiva);

 

Consigo me maquilhar e ver aquilo que estou a fazer (o facto de ter 2 mãos esquerdas para me pintar, não ficou resolvido com a cirurgia);

 

Fui comprar uns óculos de sol e vi como me ficavam…;

 

E agora… Só quero que o tempo mude para poder andar á chuva e deliciar-me com a água a bater na cara… sem óculos!

 

(Ps – simulação de chuva já testada pela minha família cigana e ameijoa com um borrifador)

 

rain.png

(imagem net)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D