Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OH POR FAVOR… Não, não leiam em jeito de pedido de atenção/ajuda, mas sim com a entoação de quem já não aguenta o que está a ver/ouvir.


22
Dez16

Eu não tenho Facebook!

 

Agora que já captei a vossa atenção e que tenho a certeza que ficaram muito mais curiosos sobre que espécie de criatura eu sou... vou dizer novamente:

 

Eu não tenho Facebook!

 

O mais próximo que tenho, e ainda assim em regime de semi-anonimato é o meu querido BLOG.

Apesar de recém-nascido já nutro por ele um carinho fantástico!

 

Gosto de manter a minha privacidade;

Gosto de partilhar algumas coisas com algumas pessoas.

Não as mesmas coisas com todas as mesmas pessoas.

 

Compreendo que para se encontrar aquela colega de quem não sabemos há anos, ou para aproximar familias que vivem longe tenha as suas vantagens.

 

O que também pode ser uma desvantagem.

 

Das coisas que me fazem confusão neste tipo de rede é o facto das pessoas terem deixado de falar sobre os acontecimentos.

 

Quaisquer acontecimentos.

 

Desde o almoço de familia, ao fim de semana fantástico, à noticia bombástica da última semana.

 

Agora posta-se uma foto no fb e um almoço recheado vira um rápido diálogo:

 

"este fds almocei num restaurante fantástico"

"ah! eu vi no face"

"Puf ... fim de conversa. Over and out"

 

Pior, chegamos a estar à mesa e pessoa A, B e C comentam no face a última foto publicada.

Deixámos de falar em voz alta!

 

Então e explicar os cheiros, os sabores... ou aquela sensação de friozinho na barriga que sentimos quando antecipamos algo mesmo bom?

 

Perdeu-se. É o que eu acho.

 

support.gif

(imagem NET - créditos na própria imagem)

 

PS - Ah, mas é bom porque te lembra dos aniversários dos teus amigos... As agendas também!

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Sónia Pereira a 22.12.2016 às 09:26

Embora tenha facebook, Partilho da opinião. É a única rede social que uso, mas apesar de ter conta há anos, não tenho uma relação próxima com aquilo. Acabo por usar mais como agregador de notícias e uma forma de seguir e ler o que escrevem determinadas pessoas que admiro (escritores, jornalistas, historiadores, etc.).
A aparente proximidade que facilita, gera afastamento. E depois é descobrir que pessoas que tínhamos como inócuas, são autênticas bestas (racistas, xenófobas, etc.). Fico muitas vezes com a sensação que preferia ter mantido a ignorância sobre esse facto.
Cada vez me identifico menos com esse tipo de contacto interpessoal.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D