Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OH POR FAVOR… Não, não leiam em jeito de pedido de atenção/ajuda, mas sim com a entoação de quem já não aguenta o que está a ver/ouvir.


Ora, pessoas que têm a grandessíssima lata de ver bem:

 

Gosto muito de praia e tenho a sorte de morar relativamente perto da mesma.

A dada altura da minha vida tive, por força das circunstâncias, de aprender a ir à praia sózinha.

 

Era isso ou não ir de todo -  esta última hipótese não é sequer concebível.

 

Primeiro estranha-se e depois entranha-se.

Habituei-me de tal forma, que hoje em dia é mesmo assim que gosto de ir - sózinha.

 

Pois que isto seria tudo muito bonito se não houvesse o ligeiro inconveniente de eu não ver nada sem os óculos.

 

1 - Gosto de ler na praia.

 

1.1 - Mas para ler tenho de ter as lunetas. 

1.2 - Para ter as lunetas fico com a marca das mesmas. 

 

2 - Guardar os óculos para evitar contacto com a areia.

 

2.1 - Não há 2.1. 

É pôr os ditos numa caixinha sem grão de areia à vista (mas estou sem eles por isso é só uma suposição) e retirá-los da caixinha cobertos de areia.

 

3 - Ida à água.

 

3.1 - Levantar da toalha e olhar à volta

3.2 - Marcar pelo menos uma triangulação de chapéus de sol (garantindo que as pessoinhas não estão de partida porque se falta um chapéu estou perdida)

3.3 - Salvaguardando a hipótese de algum chapéu desaparecer, procurar um ponto fixo da praia (p.ex. torre do ISN, bar, ...)

 

3.4 - Muito a medo tentar seguir em linha recta até à água, sempre a olhar para trás para garantir que continuo a saber onde está a toalha.

 

3.4.1 - Numa das vezes que se olha para trás, perceber que não se sabe o que é uma linha recta.

 

3.5 - Regressar e perceber que não se lembra das cores do chapéus, ou que há vários da mesma cor

 

3.5.1 - Perceber que já não se tem bem a certeza de qual o ponto fixo marcado.

3.5.2 - Agradecer aos santinhos ter uma toalha de côr pouco comum e sentar-se com alivio na mesma.

 

4 - Ganhar coragem para repetir tudo sempre que quer ir à praia sózinha  

 

Sabeis lá vós o tormento que é para as toupeiras a ida à praia...

 

praia.gif

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Sónia Pereira a 27.04.2017 às 11:28

Como me revejo nas tuas palavras. Durante muitos anos usei óculos fundo de garrafa, agora uso lentes. Mas tenho sempre de usar óculos de sol, pois qualquer poeira ou grão de areia que me entre para os olhos é o fim do mundo. Ir á água com lentes é um desafio. Se as perder, fico como uma ceguinha no meio do oceano. Mesmo com as lentes, a visão não é grande coisa e também ando sempre à procura de um ponto de referência para me orientar. Praia em agosto, com tantas toalhas e chapéus de sol, é coisa para provocar uma apoplexia nervosa. Às vezes lá ando perdida no meio do areal a tentar perceber onde raio está a minha toalha.
Depois, lá fico com a marca dos óculos de sol no bronzeado. No verão pareço sempre o mascarilha. :)
Imagem de perfil

De Maria a 27.04.2017 às 11:58

Ahahahah, o mascarilha :D
É complicado de facto ;)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D