Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OH POR FAVOR… Não, não leiam em jeito de pedido de atenção/ajuda, mas sim com a entoação de quem já não aguenta o que está a ver/ouvir.


24
Out17

Vai, eu deixo-te ir.

 

Desde sempre que quis que te libertasses de mim, mas insististe.

 

Vai, a sério. Procura alguém que te mereça. Eu não sou esse alguém.*

 

Não acredito em pertenças. Não me pertences, eu não te pertenço.

 

Que ninguém se julgue dono de um outro.

 

Vai, a sério… Eu liberto-te.

 

Já não te suporto mais.

 

Baza daqui rinite! A sério... Olha p'rái tanto nariz merecedor!

Não me faças recorrer ao halibut. É que já tenho o nariz quase assado…

 

atchim.gif

(créditos na imagem) 

 

*pronto, até posso merecer, mas não ficava bem no ”texto”

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Imagem de perfil

De Psicogata a 24.10.2017 às 15:06

Oh Maria que sina...
Latibalm é bom para as mazelas no nariz.
As melhoras minha querida.
Imagem de perfil

De Maria a 24.10.2017 às 17:06

Estou a borrer com o dariz endupido... Ai como sofro...

Obrigada doce!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.10.2017 às 10:44

Essa de estares a "borrer com o dariz endupido", fez-me lembrar uma estória que escrevi há um par de anos no meu blog, numa altura em que estava à rasquinha da minha rinossinusite crónica. Tratei-a por constipação, mas era, mesmo, a 'buta' da minha rinossinusite de estimação:

NÃO HÁ BEIO DE BE BASSAR A BUTA DA CONSTIBAÇÃO, BORRA!

A constibação, cujo étibo latino brovém do grego katárrhous, ou seja, que escorre bara baixo - berdoe-se-be a redundância - , ou vulgarbente catarro, do étibo grego catarrhu, broveniente do latim, bais coisa, benos coisa, é um estado de esbírito (devo salientar que ainda não be bassou a constibação e cobeço a ficar seriabente breocubado, bois, todos os dias de banhã acordo com o nariz entubido e com a boca seca) buito chato, embora seja coisa banal, de tal forba que todos os hubanos begam isto uns aos outros, seja através do esbirro, da tosse, do beijo e de outras coisas que não cabem aqui.
Bara quem tiver a bretensão de obter esclarecibentos, ainda que sem qualquer fundabento científico - também não é esse o objectivo deste texto sem bés nem cabeça - , sobre este teba tão comblexo, convém fazer, já aqui, uba destrinça entre constibação e gribe. Besbo sendo leigo no assunto, benso que são dois estados distintos, embora brimos entre si. Bor exemblo: a constibação é geralbente acombanhada de tosse, esbirros, dores de cabeça, exbectoração, bal estar geral e, às vezes, febre. Certo é que os sintobas descritos também estão associados à gribe. Vistas as coisas nuba bersbectiva desabaixonada e isenta de favorecibentos a uba, ou a outra, a diferença é óbvia e, no entanto, subtil!
Em resubo: diagnosticar uba constibação e uba gribe não é assim tão fácil cobo se bensa; é necessária alguba brática e, claro, alguba baciência e intuição. Vou exemblificar: 'subônhabos' um "boy" activo da juventude centrista (também há bassivos, duvidosos, bi ou híbridos que dão bara os dois lados), alto, louro, corte de cabelo à betinho, abaricado nas baneiras que, abós uba sessão qualquer na sede do bartido, em ambiente clibatizado sai da sua "zona de conforto" e vê-se confrontado com o beio circundante e hostil da rua: o frio, a chuva, a trovoada, um cobunista em botência escondido atrás de cada rosto com que se cruza, ou até besbo um bredador sexual filiado na Intersindical, daqueles bais ortodoxos, que ainda cobem criancinhas ao bequeno-alboço, sabe-se lá! Todavia, um factor imbonderável acaba bor traçar o destino deste jovem centrista: é atingido bor um raio eléctrico, só borque se lembrou de acender um cigarro com um isqueiro Zibbo - basse a bublicidade. Se o tem acendido com um isqueiro BIC - basse a bublicidade - , a história, talvez, tivesse um desfecho diferente, besbo tendo a noção de que o estado da imbonderabilidade é um estado lixado, bois não bodemos discernir se estabos a bairar ou em queda livre. Curiosabente, banifesta-se bais, abós a ingestão de quantidades generosas de bebidas ferbentadas e destiladas, bas isso é outra história.
A única consequência que se retira deste infeliz exemblo (é besbo barvo, este exemblo, beço desculba!), é que será benos um betinho a aboiar o Baulinho das feiras. Ora, na binha bodesta obinião, isto está buito longe de ser uba constibação!
Tobebos outro exemblo: um sujeito na casa dos 70, com "direito" a bais do que uba reforba e em vésberas de acubular outra, bem na vida, buito viajado, bas, besbo assim, a queixar-se que as reforbas não dão bara as desbesas e que, às vezes, à socaba, tem que ir bara a bicha do Sidónio bais a bulher a ver se abicha uba sobinha. É um indivíduo buito reservado, odeia jornalistas, bal sai de casa e, quando sai, diz coisas sem bés nem cabeça e falha-lhe buito a bebória; é cobo se tivesse a bebória curta. Isto é gribe? Tenham dó!
São dois exemblos que exemblificam, com exemblar transbarência, cobo são difíceis os diagnósticos. Bor estas e outras, brefiro os brognósticos e, na falta destes últibos, os agnósticos.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D